Imunidade Baixa Como Identificar

Como saber se o corpo está com imunidade baixa.

A imunidade baixa pode ser um comprometedor da saúde física e mental. Ela pode vir devagar, na espreita, e quando menos se espera, uma enfermidade ataca. Saiba como identificar.

A identificação da baixa imunidade é a grande dificuldade para o combate. Há alimentos que a elevam; auxiliam na recomposição do organismo saudável. Contudo, o momento em que há a baixa é sutil em demasia.

Por esse motivo há a dificuldade extrema em verificar para assim prevenir. Há métodos bem práticos para identificar previamente se a imunidade do organismo está baixa.

Apesar de ser uma identificação complexa, é possível que seja discernido rapidamente tais sintomas.

Para cuidar da saúde é preciso realizar as observações sobre o próprio corpo. Identificar a imunidade corporal é parte deste processo.

Portanto, atentar para estes oito sinais listados que identificam a imunidade baixa é a certeza de um bom controle do próprio organismo e da saúde corporal.

8 sinais de que a imunidade do corpo está baixa

São resquícios de lembranças, identificações e consequentes atenções.

Para cuidar da saúde, é necessário ter prudência quando o assunto é uma auto-avaliação do corpo nos últimos trinta ou trezentos dias.

Assim, confira os oito sinais de uma imunidade corporal baixa para cuidar da saúde devidamente:

1) Duas ou mais pneumonias no último ano

A pneumonia é uma doença que ataca o organismo quando este está em baixa. Sintomas de febre alta, vômito, cansaço excessivo, dores no peito e tudo mais têm relação tão somente com a imunidade baixa.

2) Oito ou mais infecções no ouvido nos últimos 300 dias

As chamadas otites têm muita relação com a baixa imunidade. Cuidar da saúde do ouvido é fundamental, pois ele é um canal de entrada de umidade e demais líquidos – principais causadores do problema.

3) Incômodos estomacais de longa duração

As estomatites de longa duração podem significar, claramente, uma imunidade baixa do organismo. A presença é notada por infecções na boca ou na gengive, causadas pela alta acidez do estômago.

4) Abscessos em uma região

O surgimento de abscessos (pequenas bolinhas de pus pelo corpo) pode significar uma reação do organismo a alguma presença que esteja o afetando. Geralmente acompanhado da imunidade baixa, esse problema tende-se a agravar-se com o passar dos tempos.

5) Artrose sentida

Afetando as articulações, a artrose pode ser decorrente de uma baixa imunidade do organismo. Bastante presente com outras infecções sistêmicas, como a meningite, estes problemas devem ser sempre notados, pois, após a cura, a imunidade segue exigindo atenção.

6) Diarreias constantes

As conhecidas diarreias crônicas são um aviso do organismo para urgentemente cuidar da saúde corporal. Além da perda de água, a diarreia pode significar problemas intestinais e/ou estomacais.

7) Doenças autoimunes

Esse tipo de doença exige que o corpo libere uma quantidade significativa de anticorpos para proteger o organismo. Consequentemente, com a liberação de anticorpos, tem a queda brusca da imunidade coporal.

8) Efeito adverso à BCG

A vacina contra a tuberculose pode causar em muitas crianças a queda da imunidade. Portanto, após a aplicação do medicamento, é sempre importante a verificação da saúde da criança num período de quinze a vinte dias, como sintomas de febre, resfriados ou palidez.


Imunidade baixa: causa ou consequência?

É complexo definir em essência a relação da imunidade baixa com o organismo.

Tanto doenças específicas, como o próprio organismo, podem apresentar uma reação ao sistema imunológico.

A dica importante é sempre manter uma dieta adequada, evitar o frio e o calor excessivos e praticar exercícios físicos.

Fazer exames constantemente e manter-se atualizado sobre a saúde corporal são fatores fundamentais para não deixar que a imunidade baixa afete o organismo.

Tratamento para a Baixa Imunidade

Ao notar quaisquer sintomas de imunidade baixa do organismo é preciso procurar o médico. Talvez seja preciso realizar alguns exames, como o de sangue por exemplo, para avaliar como está a imunidade.

Se houver tratamento, normalmente é feito com alterações na alimentação e prática regular de atividade física.

Alguns grupos de alimentos aumentam a imunidade. Frutas como laranja e morango, alimentos como o tomate, sementes e peixe, são ricos em nutrientes que ajudam na formação das células do sistema imunológico.

Esse tipo de alimento também ajuda a proteger as demais células do organismo, melhorando a defesa do corpo.

Alimentos que auxiliam na cura da imunidade baixa

  • Morangos – O morango por ser rico em vitamina C, aumenta a produção das células de defesa do corpo, aumentando a resistência às infecções;
  • Tomate – Rico em vitamina A, importante na manutenção da integridade das células do sistema imunológico;
  • Iogurte de Kefir – Rico em probióticos importantes para a produção das células do sistema imunológico;
  • Sementes de girassol – Elas contém grande quantidade de vitamina E, que é antioxidante, ajuda a proteger as células do corpo contra substâncias tóxicas, radiação e os radicais livres;
  • Salmão – Fonte natural de omega 3, ajuda na regulação de algumas células imunológicas e é anti-inflamatório;
  • Ostras – Contém zinco como principal elemento, atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos.

Fazer o uso desses alimentos, bem como outros que contenham proteínas, gorduras saudáveis, aumenta a imunidade natural do organismo. É muito importante ter diariamente uma alimentação que inclua também, frutas e legumes.

Comer pelo menos três frutas ao dia, legumes nas principais refeições, como almoço e jantar é o ideal.

Sempre que possível, use sementes de girassol nas saladas, em sucos ou vitaminas. Adicionar peixe a pelo menos uma das refeições principais.

Caso haja sintomas no organismo que indique imunidade baixa, como herpes, é importante incluir na dieta tomates, maçã, pera, figo, mamão, beterraba, manga, damasco e abacate.

Esses alimentos ajudam a proteger as células do organismo contra elementos tóxicos, vírus e bactérias. Também auxiliam na produção das células do sistema imune.

Outros alimentos que aumentam a imunidade contra herpes são; sardinha, salmão, atum, linhaça e kefir.

Deve-se evitar alimentos como; milho, amendoim, aveia e trigo porque são ricos no aminoácido arginina, que aumenta a replicação do vírus e aumenta as chances de desenvolvimento de herpes.

Além disso, alguns desses alimentos contém glúten, responsável por inflamações e outros problemas que afetam a imunidade.

O açúcar pode causar inflamações e diminuir a sua imunidade, logo ele deve ser evitado também.

Cuide melhor da sua alimentação e procure orientação médica.

Gostou desse post?

Então deixe seus comentários, dicas e ou sugestões abaixo.

 

ASSINE O BLOG E RECEBA AS NOVIDADES NO SEU E-MAIL

 

 

Sobre o Saúde em Dicas

 

SEJA UM PARCEIRO DO SAÚDE EM DICAS – SAIBA MAIS!

Entre em contato com o "Saúde em Dicas"

Estamos prontos para resolver qualquer problema ... se nos gritar

ENVIE-NOS UMA MENSAGEM

INFORMAÇÕES DE CONTATO

Saúde em Dicas

São Paulo

Brasil

 

atendimento@saudeemdicas.com.br

Deixe uma resposta