Colesterol

Gerenciando o Colesterol – A Melhor Maneira de Prevenir

Conhecendo o Colesterol.

O colesterol é uma das palavras médicas mais familiares hoje. Todo mundo sabe “algo” sobre o tema, mas principalmente que o colesterol está associado em nossa mente com algo “ruim” e “indesejado” que acomete pessoas idosas e com sobrepeso.

Os fatos mostram que cerca de 40 por cento da população dos Brasil tem níveis elevados de colesterol no sangue. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia 67% dos brasileiros desconhecem as próprias taxas de colesterol. 

Realmente o colesterol é uma substância cerosa, gorda (lipídeo) que seu corpo necessita para muitas funções importantes, tais como a produção de novas células, alguns hormônios, vitamina D, e os ácidos biliares que ajudam a digerir a gordura. 

Ele está presente em paredes celulares ou membranas em todo o corpo, incluindo o cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração.

Na verdade, nossos corpos precisam de colesterol para funcionar normalmente, mas em grande quantidade pode ser ruim para a nossa saúde. Por quê ? 

O colesterol e outras gorduras não podem se dissolver no sangue. Eles têm de ser transportados de e para as células por transportadores especiais. Ele viaja através do seu sangue ligado a uma proteína. 

Este pacote de colesterol-proteína é chamado lipoproteína. As lipoproteínas são de alta densidade ou baixa densidade, dependendo da quantidade de proteína que existe em relação à gordura.

LDL o “mau” colesterol

A lipoproteína de baixa densidade (LDL) é o principal portador de colesterol no sangue. Se uma grande quantidades de LDL circula no sangue, ele pode lentamente se acumular nas paredes das artérias alimentando o coração e o cérebro. 

Junto com outras substâncias pode formar a placa, um depósito duro, grosso que possa obstruir aquelas artérias. Quando as artérias coronárias se estreitam ou ficam entupidas pelo LDL e depósitos de gordura (um processo chamado aterosclerose) e não pode fornecer sangue suficiente para o coração, o resultado é doença cardíaca coronariana. 

Se o suprimento de sangue para uma porção do coração é completamente cortado pelo bloqueio total de uma artéria coronária, o resultado é um ataque cardíaco. 

Isto é geralmente devido a um fechamento súbito de um coágulo de sangue formando em cima de um estreitamento anterior. 

A lipoproteína de baixa densidade é chamado de “mau” colesterol porque pode causar o acúmulo do mesmo e bloqueio de suas artérias. LDL é principalmente gordura com apenas uma pequena quantidade de proteína.


HDL o “bom” Colesterol

Cerca de um terço a um quarto do colesterol no sangue é transportado por lipoproteína de alta densidade (HDL). Médicos especialistas acham que o HDL tende a transportá-lo das artérias e de volta ao fígado, onde é passado do corpo. 

Alguns especialistas acreditam que o HDL remove excesso de colesterol de placas e, portanto, retarda o seu crescimento. O HDL é chamado de “bom” colesterol porque ajuda a prevenir a obstrução das artérias. É principalmente proteína com apenas uma pequena quantidade de gordura.

Dessa forma não é suficiente saber apenas o seu nível, também é importante saber seus níveis de LDL e HDL.

O fato é que não há sintomas de LDL ou HDL. Seu primeiro sintoma pode ser um ataque cardíaco ou um derrame. Seu nível pode ser medido apenas com um teste de sangue. Os resultados vêm como três números principais:

  • Colesterol total
  • LDL
  • HDL

O nível de LDL deve ser inferior a 160. 
O Colesterol total deve ser inferior a 200. 
O nível de HDL deve ser superior a 35.

O mais importante: Seu nível de LDL é um bom indicador do seu risco de doença cardíaca. Reduzir o LDL é o principal objetivo do tratamento. Em geral, quanto maior o seu nível de LDL, maior a sua chance de desenvolver doença cardíaca.

Lembre-se: testes de colesterol regularmente são recomendados para descobrir se o seu nível está dentro dos níveis normais. 

O que se pode fazer sobre seus níveis de colesterol LDL? 

A principal causa de colesterol alto no sangue é comer muita gordura, especialmente gordura saturada. Gorduras saturadas são encontradas em produtos animais, como carnes, leite e outros produtos lácteos que não são livres de gordura, manteiga e ovos. 

Alguns destes alimentos também são ricos em colesterol. Frituras e lanches geralmente têm muita gordura.

Estar acima do peso e não fazer exercício também pode fazer seu colesterol ruim subir e o bom ir para baixo. A atividade física regular pode ajudar a diminuir o LDL (ruim) e elevar os níveis de  HDL (bom). 

Fazer exercício também ajuda a perder peso. Você deve tentar ser fisicamente ativo por 30 minutos na maioria dos dias, se possível, todos os dias.

Fumar cigarros danifica as paredes dos vasos sanguíneos, tornando-os propensos a ruptura e consequentemente, ataques cardíacos. Fumar também pode diminuir o seu nível de HDL em até 15 por cento.

Além disso, depois que as mulheres passam pela menopausa, seus níveis de LDL tendem a subir. 

Os vários tipos de colesterol

Há também um tipo raro de colesterol elevado hereditário que muitas vezes leva a doenças cardíacas de maneira precoce. Algumas pessoas herdam uma condição chamada hipercolesterolemia familiar. O que significa que o nível de colesterol muito elevado vem da herança familiar, ou hereditariedade.

Outras pessoas, especialmente as pessoas para quem o diabetes é hereditário, podem herdar altos níveis de triglicérides. 

Os triglicerídeos são outro tipo de gordura no sangue que também pode elevar os níveis de colesterol. Pessoas com triglicerídeos elevados no sangue geralmente têm menor nível de HDL e um maior risco de ataque cardíaco e derrame. 

A progesterona, os esteroides anabólicos e os hormônios sexuais masculinos (testosterona) também diminuem os níveis de HDL.

Assim nós podemos fazer uma conclusão que a terapia principal é mudar seu lifestyle. Isso inclui controlar seu peso, comer alimentos com baixo teor de gordura saturada, fazer exercícios regularmente, não fumar e, em alguns casos, beber menos álcool.

Mas, dependendo de seus fatores de risco, se a alimentação saudável e o exercício não funcionam após cerca de 6 meses a 1 ano, o seu médico pode sugerir medicamentos para diminuir seu nível de colesterol.

Remédios caseiros para baixar o colesterol

Segue abaixo algumas dicas para baixar o colesterol com a utilização de remédios caseiros ou remédios naturais. Os ingredientes utilizados além de naturais são úteis para ajudar no controle.

Os elementos dessa receita possuem propriedades que facilitam a elevação do HDL e diminuem a absorção de LDL.

Alguns exemplos são:

Alcachofra        

A alcachofra tem propriedades que protege o fígado e diminui a concentração de LDL.

A dica é cozinhar a alcachofra em água por 7 minutos e comer a seguir.

Chá de feno-grego   

Suas sementes auxiliam na redução do colesterol no sangue.

Ferver 1 xícara de água com 1 colher de sementes de feno grego por 5 minutos. Deve ser tomado ainda morno.

Tintura de berinjela 

A casca de berinjela contém fibras que favorecem a eliminação do colesterol pelas fezes.

Coloque 4 a 5 fatias de casca de berinjela de molho no álcool de cereais por 10 dias. Depois coar com um filtro de papel e tomar 1 colher (de café) desse líquido diluído em meio copo de água, 2 vezes ao dia.

Chá-mate

O Chá-mate possui propriedades que diminuem a absorção de gordura proveniente dos alimentos ingeridos.

Ferva 1 litro de água e adicione 3 colheres de chá-mate. Coar e tomar durante o dia.

Adicione sementes de linhaça ao seu cardápio.

Elas possuem fibras e ômega 3 e 6 que ao serem absorvidos no intestino auxiliam no controle do LDL.

Adicione 1 colher de sopa de sementes de linhaça em; saladas, sopas, iogurte, sucos, leite, vitaminas, etc.

Embora sejam indicados para controlar o colesterol, estes remédios caseiros não substituem uma boa dieta, exercícios físicos ou medicamentos indicados pelo seu médico.

No entanto, são excelentes formas de complemento terapêutico.

 

Gostou desse post?
Então deixe seus comentários, dicas e ou sugestões abaixo.

ASSINE O BLOG E RECEBA AS NOVIDADES NO SEU E-MAIL

 

 

Sobre o Saúde em Dicas

 

SEJA UM PARCEIRO DO SAÚDE EM DICAS – SAIBA MAIS!

Deixe uma resposta